domingo, 8 de Janeiro de 2012

O que ver e fazer em Fez Marrocos?

Em Fez (Marrocos) há muitos lugares interessantes, arte e monumentos para visitar. Adil ajuda você a encontrar os melhores pontos turísticos de visita obrigatoria. Há certos lugares que você não deve esquecer e que são:

Bab Bou Jloud

Bab Bou Jeloud é a entrada principal da Medina de Fez el-Bali.
 Este é um belo portão monumental, construído em 1913, composto por três arcos de ferradura simétrica embelezado com azulejos ricamente decorado composto por tons de azul.
                                                                                      Bab Bou Jloud

A porta Bab Bou Jeloud também é conhecida como Bab Boujloud ou "A Porta Azul".


Bab Bou Jeloud é a zona mais animada e cheia de pessoas a qualquer hora do dia, por isso é um lugar seguro, mesmo à noite.


Uma das melhores maneiras de contemplar a atividade incessante que a rodeia, é subir até o terraço de um dos restaurantes ou cafés nas proximidades. É um auténtico prazer contemplar e ver os burros  carregados de produtos para venda na medina, ou pessoas que batem o papo enquanto fazem algumas compras.


Medersa al Bounania
A Medersa Bou Inania, construida em 1350, é uma das escolas corânicas do ensino superior que, por sua vez  foi uma  residência dos alunos. Este é um dos poucos edifícios religiosos que ainda estão em uso e permitem a entrada de visitantes não-muçulmanos.
A Medersa Bou Inania foi renovado no século XVIII e mais tarde no século XX, por isso hoje é um dos mais bem preservados da medina, capaz de testemunhar a riqueza da cidade antiga de Fez.
                                                                         Medersa al Bounania de Fez


Mausoléu de Moulay Idris
O Mausoléu (Zaouia) de Moulay Idris II é um santuário dedicado ao rei de Marrocos, que foi entre 807 e 828 e o fundador da cidade pela segunda vez em 810. Moulay Idris, padroeiro da cidade de Fez, é o santo mais venerado de todo o país, são milhares os muçulmanos que visitam o mausoléu para obter sua bênção.
Cinco séculos depois da morte de Moulay Idris II, em 1308, encontraram um corpo em perfeito estado foi atribuído ao santo padroeiro, e a zona foi transformada a um lugar sagrado.
                                                             O Mausoléu (Zaouia) de Moulay Idris II

O mausoléu, situado na Place de Marche Verte no coraçao de Fez al Bali, começou a construção em 1717 e foi concluída em 1824.

Ao longo dos séculos, o edifício foi modificado e substituído quase completamente. No século XVIII, Moulay Ismail o modificou em um estilo Alawite.

O edifício faz parte de um conjunto constituído por casa de Quitún (residência de Moulay Idris), a mesquita de Al Asraf, a fonte e a casa de wudu (local para fazer a ablução). 

O santuário está aberto 24 horas por dia, sempre disponível para centenas de muçulmanos que vêm de todo Marrocos para obter sua bênção.
                                                              Patio do mausoléu de Moulay Idris II


Como na maioria das partes( religiosas) da cidade, não-muçulmanos são proibidos de entrar ao santuário, mas é possivel aproximar até a porta e tirar fotos  e ter uma visão sobre o imponente edifício.

A Universidade de Al Karaouine
Considerada pelo Livro Guinness dos Recordes como a universidade mais antiga do mundo, sendo fundada em 859 por Fatima al-Fihri como parte de uma mesquita. É também um mosteiro. Outras variações do nome incluem Al Karaouine, Kairouyine, Qaraouyine, Quarawin, Al-Qarawiyin, Kairaouine, Karaouine, Karouine e El Qaraouiyn. sua impressionante biblioteca, fundada na metade do século XIV, abriga um grande número de manuscritos e livros raros.


A grandiosa mesquita foi ampliada pelas diversas dinastias até tornar-se uma das maiores do norte de África, com capacidade para mais de 20 mil oradores.Como o resto das mesquitas de Fez, a entrada é permitida às pessoas pertencentes à religião muçulmana.


O Palácio Real de Fez
O Palácio Real de Fez, foi construído no século XIV, é um dos maiores e mais antigos do Marrocos.
Como na maioria das mesquitas e palácios de Marrocos, é impossível visitar o Palácio Real, ou mesmo olha-lo por dentro, mas os visitantes podem aproximar até a porta principal e ver a deslumbrante porta de bronze que representa a destreza e habilidade dos artesãos de Fez.

                                                                            O Palácio Real de Fez
Vale a pena aproximar até os portões do Palácio Real de Fez, não só para ver o seu brilho e grandeza, mas também para andar nos bairros que o cercam e contemplar seus contrastes.





1 comentário:

Anónimo disse...

gostei das dicas do que ver e fazer em Fez. Quantos dias preciso ficar para conhecer estes lugares?